18 de set de 2013

Enquanto lúcida

Quero morrer antes que me atinga a insanidade
Antes que a loucura me tome, me coma, me apague
Quero morrer lúcida... existindo  ainda ...
Quero saber de mim presença constante
Viver apenas a loucura que me consinto
dos sonhos inatingíveis,
 das viagens que me permito
 (sabendo-me sempre)
E sem sequelas após os  voos que faço
Brincar com a vida-de faz de conta-

Quero morrer antes que me atinja a insanidade
Antes que a loucura me tome, me coma, me apague

Oh Deus, piedade!!
Quando chegar a hora me mate.


regina ragazzi

2 comentários:

  1. Limerique

    Quero morrer assim de bem com a vida
    Rindo por dentro, gargalhada sentida
    Quero estrelas no olhar
    Luzes acesas e o mar
    Então livre, deixo esta trilha querida.

    ResponderExcluir
  2. Amiga Regina, eis um poema visceral!
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...