17 de fev de 2013

Falando de Outono


Então ele chega, silencioso e frio
E já me veste de nostalgia
E já me despe das flores
que em  meus olhos floriam
Pinta de cinza toda a paisagem

Então ele chega e me abraça inteira
E profundamente invade minh'alma
Eu o recebo, passiva e calma
E ficamos um tempo assim
nos re(conhecendo), nos re(descobrindo)

Então ele chega mais cedo
e toma seu lugar em mim
como antes, do mesmo jeito
E eu me entrego e aceito
...e fim....


regina ragazzi






6 comentários:

  1. Limerique

    Era uma estação chamada outono
    Cujo frio convidava ao sono
    Mas era tão colhedora
    Como a primavera fora
    Então a poeta sentia abandono.

    ResponderExcluir
  2. Amiga Regina, naveguei no teu lirismo! Sabes, prefiro as temperaturas amenas e até mesmo baixas. Hoje, na minha idade, prefiro o frio do inverno ao calor do verão, e olha, que aqui no sul é inverno é bem frio.
    Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  3. Lindo e envolvente como o outono também o é. Beijos, Suzana (agora também com postagens no VIVÊNCIAS..)

    ResponderExcluir
  4. Rendendo-se ao outono como ao amor. Doce analogia dos seus versos.
    Amei. LINDO!!!.
    BJS.Uma ótima semana pra você.

    ResponderExcluir
  5. Olá, boa noite!
    O Outono é sempre tão inspirador!!! Há poesia no ar! Há perfumes! Há cor! Uma beleza. Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...