12 de dez de 2012

Imperfeita



Segui por caminhos avessos
Deixei meu coração se partir
Fui louca, fui inconsequente
Por isso, quase te perdi

Há coisas amor, que não se explicam
Simplesmente acontecem com a gente
Devaneios fazem parte da vida
Desejos, emoções, sentimentos...

Incontrolável amor, é o pensamento
O querer-se desfazer e não fazê-lo
É o misturar de uma lucidez incoerente
O abrigar-se nos braços de um sonho
temporariamente

Imperfeita amor, é minha alma sedenta
Que vagueia por mundos que ainda não conheço
Ela quer sempre mais, o profundo, o inatingível
Ela se veste e se despe de si mesma a cada segundo

Mesmo que eu não a permita
Mesmo que eu a censure, amor
Minh'alma vibra
Meu coração pulsa

Sou imperfeita ainda
Mas te amo, meu amor
Minha vida ...

regina ragazzi

2 comentários:

  1. Limerique

    Zumbizando pelo sonho a poeta
    Nota-se, sualma vaga inquieta
    Mas ela sobressai
    E produzindo vai
    Um poema com paixão de esteta.

    ResponderExcluir
  2. BRAVO!BRAVO!BRAVO! ESTOU APLAUDINDO VC DE PÉ!
    BEIJOS MEUS PARA VC!
    MARTHA

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...