3 de dez de 2012

Quando me olhares




Quando me olhares
Procure ver a essência do que sou

Náo se atenha apenas 
a superficialidade das aparências.
Eu sou a boca que mesmo calada
Fala.
Sou os olhos que mesmo fechados
Enxergam.
Sou a máscara que retirada sangra
E sangra, e sangra...
Sou a dor mais doída
A interrogaçäo no fim da frase
O cansaço ao fim do dia.
Eu sou o recomeço ao amanhecer.

regina ragazzi

Um comentário:

  1. Limerique

    Interpretando da mente o hemisfério
    Procurando essência num rosto sério
    Nada na face fica
    Que lhe dê uma dica
    Por trás haverá sempre um mistério.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...