5 de dez de 2012

Poeticamente sós



Dias longos
Madrugadas frias
Olhares ausentes
Silêncios tediosos

Eu e minha poesia
companheiras inseparáveis
de todos os dias
Abrigadas num canto
que é solidão

Somos uma da outra
o agasalho que nos falta
o sorriso
a palavra que não vem

Presas dos versos
que construimos
Labirinto de sonhos
Cárcere de emoções

E nós, poeticamente sós
em meio às nossas construções

regina ragazzi

Um comentário:

  1. Limerique

    Poeta e sua obra têm conexão
    O que as liga assim é a paixão
    Ela escreve a vida
    A obra quer ser lida
    Ambas expõe suas dores então.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...