3 de dez de 2012

Na noite fria



 Se encolhia todo num canto
 O corpo cansado tremia
 No rosto a palidez
 No peito nenhuma alegria

 Dormia sempre ao relento
 E naquela noite tão fria
 Veio chuva e rajadas de vento
 Destruindo o pouco que tinha

 Era tanto o sofrimento
 Que a Deus ele pedia
 Um pouco mais de piedade
 E a morte que alivia

 regina ragazzi

4 comentários:

  1. Pois é amiga Regina, é necessário ter uma alma sensível para se ater com o drama do semelhante. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    As vezes a desgraça é tão forte
    Acomete tanta falta de sorte
    Que é um peso a vida
    Insuportável a lida
    Sedutora faz-se então a morte.

    ResponderExcluir
  4. E quantos existem pelas calçadas da vida ou embaixo de viadutos pedindo a Deus que a morte lhes visite. Muito bom amiga. Beijinhos e boa semana.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...